...boa viagem...


Bairro mais famoso de Recife e mais espetado por prédios os quais possuem um custo elevado na sua manuntenção visto que estão muito próximos ao mar, alguns tem parte sua base na areia da praia. É neste bairro que se encontra uma parte da populaçã economicamente ativa que possuem redimento elevados não são necessariamente ricos mas a circulação finaneceira é intensa neste bairro por que a apresença de várias lojas, mercados e prestadoras de serviços além de imoveis com flats ou kitnets.

As praias tem areia fina mas dependendo da quantidade de frequentadores a praia torna-se muito suja. Boa Viagem possui garis especificos para limpar a praia. Quanto ao mar que banha boa viagem serve apenas para ser observada porque a presernça de tubarões na agua torna uma atividade perigosa a pratica de surf.



Antes de se torna uma bairro espetado por prédios boa viagem era uma comunidade de pescadores. Sobreviam da pesca de subsistencia

A origem de Boa Viagem:

A povoação da Boa Viagem tem seu início no século XVII, devido à existência de algumas vendas que serviam de local de descanso dos viajantes que por ali transitavam vindos do caminho do sul da Capitania de Pernambuco. Uma dessas vendas era de propriedade de Manuel Fernandes Setúbal, nome atualmente relembrado na denominação do trecho hoje compreendido pelo bairro do Setúbal. Em 6 de junho de 1707, Baltazar da Costa Passos e sua mulher Ana de Araújo, moradores do Recife, fizeram uma doação ao padre Leandro Camelo, morador em Prazeres, de cem braças de terra para ali construir "uma capela para se dizer missa, com a invocação de Jesus, Maria e José", patrimônio acrescido de outras doações sucessivas. Em 1743 já estava a capela construída, administrada por um sacerdote nomeado pelo bispo, conforme inventário de 20 de novembro daquele ano, assinado pelo padre Inácio Ribeiro Noia, onde figura o "nicho dourado e pintado" com a imagem de Nossa Senhora da Boa Viagem, padroeira dos navegantes e viajantes que procediam do Sertão, bem como de outras imagens, alfaias e até um escravo de nome Miguel. Na fachada existia um sino e um alpendre, em forma de copiar, que veio a ser demolido em 1845, permanecendo a data de 1707 no seu frontispício.

trecho completo Site

video

Entrevista(1): senhor aposentado com diploma de contabilidade mora num apartamento com a esposa e, segundo ele, matém um nível de vida confortavel com suas duas aposentadorias aquais foram acumuladas ao longo de uma vida de trabalho(iniciada aos 14 anos). Conseguiu montar seu mundo: Esposa + dois filhos, adultos cada um segue sua vida independente. Ele respndeu todas perguntas de forma clara MAS abundante em seus detalhes. Não foi uma entrevista e sim uma aula de aposentadoria privada e futuro.

no mesmo prédio em andares diferentes

Entrevista(2): duas senhoras (irmãs) moram com a mãe em apartamento próprio. Todas solteiras e sem filhos. Cada uma tem renda mensal de 2.500 reais cada e são aposentadas a mais 10 anos. O apartamento foi comprado na epoca da ditadura militar , ou seja, possuem a 30 anos. A principal função delas é levar a cachorra ao veterinário!!! Não acreditava que este tipo de gente ainda existia na cidade.

Entrevista(3): senhor de de 92 anos responde concientemente as perguntas.Viuvi e pai de dois filhos [todos adultos e vivendo em outra cidade]. Médico especializado em ouvidos e nariz vivi e um apartamento a beira mar. Na sala recheada de quadros e artefatos cuja função é encher os olhos de quem vê ele (P1) respondeu as perguntas: aposentado há 30 anos. A emprega cuida da casa de P1 ao longo da semana com o domingo de folga(ganha bem).

Uma história de quase um século na minha frente e o máximo que pude reter foi os traços da face marcada pelo tempo e os olhos solto no ar como quem não vê a pessoa da frente. A empegada observou tudo atentamente e auxili-ou em algumas respostas. Ela (P2) tinha estatura media, levemente acima do peso, tinha um sorriso discreto e olhar curioso de quem procura algo.

Dados tirados de outros sites(Wiki):


Área Territorial (hectare): 738,1
População Residente: 100.388
População Residente por Sexo:
Masculina: 44.812
Feminina: 55.576
População por Faixa Etária:
0 - 4 anos: 5.795
5 - 14 anos: 13.817
15 - 39 anos: 43.506
40 - 59 anos: 24.993
60 anos e mais: 12.277
Taxa de Alfabetização da População de 15 anos e mais: 96,32%
Densidade:
Demográfica (Habitante/Hectare): 136,0
Domiciliar (Habitante/Domicílio): 3,25
Proporção de Mulheres Responsáveis Pelo Domicílio: 36,83%
Quantitativo de Imóveis por Uso (IPTU/Sec. de Finanças):
Imóveis Residenciais: 35.856
Imóveis não Residenciais: 7.764
Terrenos: 6.506
Zonas Especiais de Interesse Social e Áreas Pobres: Borborema, Entra Apulso, Ilha do Destino, Rosa Selvagem, Sítio Wanderley, Vila Arraes e Sítio Cardoso.
Fonte:Censo do IBGE (2000) e Prefeitura da Cidade do Recife

0 comentários: